quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

A cada passo: você.

A cada canto,
a cada passo,
a cada descompasso
grita na cabeça
o seu silêncio no qual envolvi.

A cada noite,
a cada sonho,
todo dia tristonho
foi lembrando seu rosto risonho
que quase enlouqueci.

Mas seu silêncio me conforta,
minha distância apavora
e me faça viajar?
Veleje no meu ser.

A cada passo:
você.

Clareanna V. Santana, 07 de janeiro de 2009.

---------------------------------------------



"Meu coração e meus passos
andam em círculos atrás
do seu rastro
meus pés e meu peito
e no meu pulso direito
bate o seu atraso
será que você, meu bem
será que você, não vem?"
(Adriana Calcanhotto)

Nenhum comentário: