quinta-feira, 4 de novembro de 2010

A curiosa

Minha mão abriga meu queixo
enquanto vislumbro o moderno.
Vejo uma pequena me observando
entre o corpo onde disfarça olhares.
E ela me atenta...
E mesmo no vazio da praça
seu olhar me alimenta.


Clareanna V. Santana, 03 de novembro de 2010.

Um comentário:

jefhcardoso disse...

Olá Clareanna!
Linda a sua escrita; lembrei-me de uma frase de Bachelard: “A inquietação que temos pela criança sustenta uma coragem invencível."

Se tiver curiosidade já postei “Afinal, a cruel vingança do Senhor Inácio”
Espero que goste. Jefhcardoso do
http://jefhcardoso.blogspot.com

“O tempo é uma ilusão que traz em si a mais dura realidade, a finitude” (Jefhcardoso)