quarta-feira, 27 de abril de 2011

O dia

Algumas coisas se reservaram para hoje:
carinhos,
favores
atenções.

Algumas palavras se fizeram hoje:
tensões,
desejos
avisos.

O futuro alertou-nos hoje:
atrasos,
tremores,
promessas...



Clareanna V. Santana

4 comentários:

Rafa Pontual disse...

Um dia com 48 horas é raro mesmo! Pra ficar na memória!

Clareanna V. Santana disse...

É assim! cada um vive seu dia de formas diferentes... enquanto uns são 24 horas outros vão além... São raros, mas tem.

Lobodomar disse...

Clareana, bom dia.

Excelente poema. Ao mesmo tempo, leve e intrigante. O dia é sempre um universo limitado pelo tempo, mas ilimitado de surpresas.

Parabéns, poetisa.
Um abraço!

C@urosa disse...

Olá Clareanna, belo espaço poético, passa para uma visita e gostei muito, parabéns.

forte abraço

C@urosa