sábado, 13 de agosto de 2011

O Céu de Papel Dobrado


Era papel para todo lado.
Dobrado, amassado...
Papel rasgado, pintado...

Eram estrelas, quadrados...
Triângulos, pedaços...

Bocejos, cansaços...
Dores... reclames...

Eram amantes...
Feito a Lua?
O Sol?
A Fome.

Eram histórias,
Sorrisos...

Em cada palavra cantada,
uma lembrança de infância...

Em cada estrela,
um pedaço do céu...

Em cada causo...
Um final...
Feliz.


Clareanna V. Santana, 13 de agosto de 2011.