quarta-feira, 1 de julho de 2015

Ciúmes



O tempo passou como a cada dia
e cada dia que passa
amo mais do que odeio...

Então a chuva chegou
e trouxe sonhos...
E cada sonho que tenho
brigo mais do que amo...

O vento apareceu
e levou o tempo...
E cada vento que sopra
odeio mais do que brigo...

A cada tempo eu amo...
Cada chuva eu brigo...
Cada vento odeio...

Parece até que o vento
está com ciúmes da chuva...
e o sonho com ciúmes do tempo.


Clareanna V. Santana

Nenhum comentário: