quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Quando a gente vê o infinito





É um sonho
que não tem pressa.
É o dia
que não passa.
É carinho que não
se acaba.
E um imã que
não cessa.



Clareanna V. Santana
@Clareamente

Nenhum comentário: