sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Luara



Nua
Com a fita embaraçada
Na perna
Ela pensava
No que ainda estava por vir.

Lua
Fitava
Pela janela
Enquanto ela
Procurava
O seu devir.

Sua
Dona viva,
Súbita e bendita
Virava olhos
Por medo
De si.

Ela
Fitava a janela
A Lua e
Entre suas pernas
Entregava-se a ti.

Clareanna V. Santana
@Clareamente

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

A Vida



Saudade
quando canta
alto
faz Sentido.

Tem sentido
quando escuta
baixo
e te vê.

É Segredo
quando tem desejo
tem libido…

Tem vontade,
medo, traz coragem
de você.


Clareanna V. Santana
@Clareamente


quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Quando o Corpo for Eu



Quando meu coração for asa,
meu corpo será brasa
meu beijo fruta,
meu signo mistura.

Quando meu coração for círculo,
meus olhos lupas,
meu peito cama,
meus dedos rosas.

E enquanto
Ele for músculo…
Serei isso tudo,
Sem verso chulo,
Sem ato certo.

Clareanna V. Santana
@Clareamente